Branding – Construção de marca, logotipo e Marca guarda-chuva

Construção e Gerenciamento de marca vai além de um logotipo

 

Quando você começa a construir uma marca, você deve se preocupar muito pouco com a forma do logotipo. Não significa que você não deva fazer um logotipo bonito. Mas sua maior preocupação deve ser se ele se encaixa com a filosofia da sua marca e com as emoções que você deseja construir e manifestar ao seu consumidor, ou usuário.

Não é incomum eu gastar muito tempo desenhando a emoção e entendendo como vou comunicá-la ao nossos usuários e gastar menos tempo na execução desta logo. Além desse artigo, você também pode ler uma página inteira sobre Branding, Clique aqui.

Junte-se a 353 outros assinantes

Marcas de mesma família e Marca Guarda-Chuva

Além do cuidado de trabalhar uma marca principal, é importante a preocupação com demais marcas de uma mesma família.  Um Grande erro cometido por várias instituições é trabalhar marcas de um mesmo grupo com características próprias. Todas as marcas produtos ou subprodutos de uma marca ou instituições devem ter um propósito comum. Não somente isso, a linguagem visual, a missão e objetivos devem ser coerentes. Se não fizer sentido no contexto geral não fará sentido a longo prazo no contexto comercial e de consumo.

Mesmo ao abrir novos consumidores, usuários ou parceiros é preciso ter a missão estratégica e filosofia muito claras. Caso contrário o produto, negócio ou instituição não será objetiva e efetiva. Uma estrutura com pessoas e clientes absolutamente motivados a uma missão comum conseguem maior engajamento a curto, médio e longo prazo. Você já conheceu um Apple Maníaco? Já né? Já conheceu um apaixonado por Apple? Também né? Você já desejou um iPhone? Possivelmente. Isso só acontece quando todos os envolvidos diretamente na construção, nos primeiros planejamentos e processos, quando constroem uma visão bem clara juntamente com uma real missão.

Uma marca Guarda-Chuva é quando há outras marcas somadas a ela, por exemplo Niely, que carrega Niely Gold, ou L’Oreal que leva L’Oreal Paris. A mesma preocupação, ou ainda maior, deve ser com marcas que estão relacionadas a sua marca maior.  Você já parou para pensar que seus associados são uma extensão da sua marca? Eles também têm a mesma visão de negócio que você? Suas redes sociais vendem exatamente o que você quer vender, ou vendem você da maneira que você quer ser percebido ou percebida? Pare um pouco e pense em como você está se construindo como marca. Como é a percepção do mercado em relação a você? Você precisa pensar em tudo isso como parte da extensão de quem você é. Hoje em dia uma marca precisa ter uma conexão humana com as pessoas porta-vozes, pessoas reais, relações reais. Isso gera maior percepção e aumenta a relação pessoal das pessoas e maior engajamento.

Um bom CEO, ou diretor de marca, deve estar aberto a se conectar com as pessoas, deve estar disponível e interessado nos consumidores, deve estar conectado a marca e igualmente acessível para que as pessoas possam fazer conexões reais e mais humanizadas da marca. Você profissional, líder ou não, precisa estar visível e planejado como uma marca.

Vamos continuar batendo esse papo? Entra no meu Instagram que em breve a gente vai ter workshops ao vivo. Não se esqueça de se cadastrar para concorrer a uma vaga gratuita em um de nossos cursos, palestras e workshops.

Att.,

Thiago Carneiro

Thiago Carneiro Benlev

LINKEDIN https://www.linkedin.com/in/thiagobenlev/ INSTAGRAM https://www.instagram.com/thiago.benlev/ PORTFÓLIO https://thiagobenlev.com/Porfolio/ PODCAST COMPLETO https://thiagobenlev.com/podcast BEHANCE https://www.behance.net/thiagobenl564b YOUTUBE https://www.youtube.com/channel/UC6I43kUHU9Oid8T56RQoN7A