Branding – Como construir um alto valor financeiro em seus lançamentos e carreira

  • Valor financeiro percebido de uma marca

Não vi nenhum livro ou material com uma abordagem que explique uma construção de valor financeiro de marca. Possivelmente a maior parte das pessoas não precisem desta informação, mas nós estamos construindo valor aos nossos clientes ou marcas e pensar nisso nos ajuda no processo de venda e construção de valor.

Antes de explicar a teoria, vou dar um exemplo e logo em seguida a gente fala sobre a construção disso ao longo do tempo, já que construção de valor de marca deve ser construído e bem construído ao longo de um investimento de tempo e dinheiro. Dinheiro sem constância não funciona e constância sem dinheiro leva muito mais tempo para acontecer.

Imaginemos um homem que podemos chamá-lo de Moshé. Moshé começou na faculdade aos 20 anos. aos 22 começou a escrever seu TCC. Este documento seu professor disse que daria um bom livro. Ao mesmo tempo que Moshé fazia a faculdade trabalhava com empenho em seu TCC para deixá-lo o melhor possível. Ele em paralelo começou a procurar editoras que estariam interessadas no seu livro. Ele teria que entregá-lo quando chegasse aos seus 24 anos e meio. Então ele tinha pouco mais de 2 anos.

Moshé tinha feito alguns contatos que lhe deram uma boa direção do que seria mais vendável em seu projeto, recebeu alguns nãos, outros talvez e muitos contatos novos. No final de 2 anos e meio ele se formaria e entregaria seu TCC. Mas não conseguiu uma editora para lançar seu livro, mas ele havia feito muitos contatos e tinha obtido informações e conselhos de pessoas importante que lhe ajudariam a tocar seu projeto. Não mais dependia de uma editora, pois descobrira que poderia vender seu produto online. Disse aos contatos que fez que seu projeto estava pronto, seus contatos ajudaram a falar do jovem que havia escrito um bom livro.

Moshé havia ficado tão empolgado com o assunto que estava escrevendo e com tudo aquilo que aprenderá que começou a interagir em fóruns, se destacando por conhecer mais do que outros jovens de mesma idade.

Seu livro não teve tanta venda, mas as pessoas começaram a ter o Jovem Moshé como uma referência na área e logo foi indicado para trabalhar em uma empresa de médio porte. Esta empresa tinha um excelente profissional que dava bons resultados e estava disposto a melhorar o que fazia, já que era apaixonado por isso.

Moshé recebeu uma proposta para trabalhar em uma empresa maior, já que seu livro o deixará ainda mais conhecido. Então surgiu a ideia de criar um blog. Neste momento o google já mostrava o Jovem na busca e trazia novos leitores dia após dia.

Mesmo assim o livro ainda não superou seus ganhos na grande empresa. Então Moshé decide investir em Google Adsense e em influenciadores digitais para anunciar seu conteúdo. Foi aí que então Moshé estourou em vendas e precisou deixar a multinacional e se dedicar em aprender mais sobre sua paixão e vender seu conhecimento com um valor maior. Não somente porque seu produto já valia mais no mercado, como ele já era percebido como uma pessoa que se destacava em sua área de conhecimento.

Bem, preferi criar uma história bem complexa para falar que normalmente em uma história de marca é bem mais simples de explicar como construir uma percepção de valor de marca, mas não em uma carreira.

Repare que no caso de uma carreira deve-se encarar cada pequeno contato como um investimento. Cada aprendizado, cada conquista de certificado, cada evolução e erro na construção de um produto é parte do investimento e construção da marca. Alguém que construiu uma trajetória de confiabilidade e conhecimento será sempre lembrado oi lembrada do quanto pode gerar de resultados. Por isso, fazer política, marketing pessoal somente por ser simpático e simpática pode gerar bons resultados a curto prazo, mas não lhe faz um profissional de valor agregado alto. Precisamos trabalhar também em investimento na melhoria de nosso produto. Esse, talvez seja um dos maiores investimentos, tanto na carreira, quanto em um produto regular, ou uma marca.

Mas melhoria de produto sem uma divulgação efetiva para quem importa saber dos resultados e entrega, também não gera resultados produtivos e visíveis.

Quanto à construção de valor de uma marca é extremamente mais fácil de entender sua construção. Fora os mesmos trabalhos interpessoais, é preciso trabalhar fortemente a cultura da marca na empresa.

Deve haver uma divulgação e comemoração a cada Vitória, a cada momento de conquista e os colaboradores devem acreditar com o mesmo entusiasmo do dono. Se isso acontecer, parabéns a construção de valor de marca está indo bem. Caso não, deve-se investir para que isso aconteça. Antes de criar uma divulgação e trabalho de valorização para fora, todos os clientes, stakeholders, e colaboradores devem comprar o valor da marca e vivenciar isso. É importante vender? Sim. Mas se nem você, nem os vendedores, nem os colaboradores entenderam ou compraram a missão real da marca, seus esforços serão muito grandes e seus resultados muito baixos.

Depois que a marca for bem construída para dentro deve-se construir com força e intensidade a venda dos valores da marca ou das marcas associadas a um produto. Lembre-se a venda é o que mantém a marca girando. Sem vendas e retorno financeiro sua marca não vai sair do lugar. Todo o foco desta construção deve ser feito com o intuito de vender uma imagem que por conseguinte venda um produto. A Nike fez um grande esforço suas redes sociais para criar uma forte interação com seus consumidores por alguns anos. E o Trabalho foi incrível, gerando engajamento e compartilhamento. Porém quando feita a pesquisa isso não gerou aumento de vendas. Qual o motivo? As pessoas não associavam a um produto, foi aí que a nike mudou sua estratégia e associou suas campanhas digitais a produtos. O que aconteceu foi um aumento considerável nas vendas devido a campanhas online. Não à toa, toda a entrevista com executivos da Coca-Cola você pode perceber que eles o fazem com uma garrafa de Coca-Cola nas mãos, ou na mesinha do lado. O motivo? Trabalhar marca é trabalhar um produto. De forma sutil, não invasiva, mas deve estar lá.

 

Vamos trocar uma idéia e falar sobre o assunto, entre em contato pelo instagram. A gente pode estar mais próximos.

Thiago Carneiro Benlev

LINKEDIN https://www.linkedin.com/in/thiagobenlev/ INSTAGRAM https://www.instagram.com/thiago.benlev/ PORTFÓLIO https://thiagobenlev.com/Porfolio/ PODCAST COMPLETO https://thiagobenlev.com/podcast BEHANCE https://www.behance.net/thiagobenl564b YOUTUBE https://www.youtube.com/channel/UC6I43kUHU9Oid8T56RQoN7A