BRANDING e as funções da linguagem na construção de marcas.

LINGUAGEM de marca

As funções da linguagem são as formas que cada indivíduo se expressa de acordo com o texto e para quem ele deseja enviar essa mensagem ou texto. A função da linguagem é o uso na construção do texto com a intenção para determinado receptor da mensagem. Por vezes será preciso focar no emissor, por vezes no receptor, as vezes no assunto, por vezes na mensagem, ou referente.

A linguagem tem 6 elementos, dentre eles o emissor, receptor, a mensagem, canal de comunicação, o código linguístico e o contexto. Todos estes elementos constroem a comunicação e você pode escolher estrategicamente o que e como você vai focar na comunicação.

Como sua marca precisa entender como será a comunicação que terá maior conexão com seu propósito e manter-se principalmente neste modelo de comunicação. Lógico que a comunicação é sempre dinâmica, entretanto manter-se fiel ao modelo de comunicação principal gera uma identidade e personalidade para sua marca.

Função referencial: Neste modelo você foca na informação. Ou seja ser rápido, direto e objetivo. Sem que haja ruído nesta comunicação. Um exemplo disso é a comunicação jornalística clássica. Normalmente focada em informar em sua real função, ou sentido literal. Textos científicos normalmente trabalham desta forma.

Função emotiva, ou expressiva: A ênfase ou foco está no emissor, ou em quem produz. A idéia é trazer a informação, mas focadas no emissor, aplicando marcas próprias deste, sem a preocupação em quem traduzirá, ou decodificará essa informação. Normalmente repleto de marcas pessoais e emocionais. Um blog, vlog, story e um diário são exemplos desse tipo de comunicação. Normalmente é subjetivo, tem unilateralidade na informação, intimista, preocupação com o eu, focado em comunicar parte de mim.

Função conativa ou apelativa: Foca em envolver, seduzir, atrair quem vai receber essa comunicação. Foca em ser persuasivo, a seduzir. Normalmente usada em publicidade. A publicidade é focada no consumidor, mas focada em convencer e não atender. Essa comunicação é feita em forma de ordem, ou afirmativas diretas.

Função Metalinguística: Neste modelo de comunicação está focada no código. Um exemplo é um filme que conta a história de um filme. Um livro que fala sobre um outro livro, uma poesia que fale sobre outra poesia, ou um trecho que mostra a construção de outra obra literária.

Função Fática: A idéia desta função é focar exclusivamente na criação de ruídos de comunicação. A própria palavra fático significa ruído, ou rumor. A comunicação aqui gera dissonâncias cognitivas para gerar, prender e atrair a comunicação. Exemplos: hei, oi, psiu, hã, hum…

Função poética: O principal objetivo aqui é preocupar-se com a estrutura estética, com a construção, com a poesia. A ênfase está na mensagem e a prioridade é a estética.

%d blogueiros gostam disto: