Bill Gates é rico por ler 150 páginas p/ hora, ou lê por ser rico?

Na minha humilde opinião, o título está equivocado. A abordagem seria melhor se substituirmos rico por culto. Mas culto não seria entendido completamente. Pensei em usar inteligente, mas o coeficiente de inteligência não pode ser alterado. Ou seja seu QI não aumenta quando você lê. Mas a verdade é que uma pessoa com grande QI sem conhecimento pode aparentar menos inteligente que uma pessoa com baixo QI, mas grande quantidade de conhecimento.

Junte-se a 277 outros assinantes

Quantos livros Bill Gates lê por ano?

Todos os anos Bill Gates lê em média cerca de 50 livros.

Você deve estar se perguntando. Qual a lista de livros favoritos de Bill? Pois é, segundo a Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios esta é a lista dos 5 livros favoritos do Bill Gates de 2019.

1. “Um casamento americano”, de Tayari Jones.

2. “These Truths: A history of The United States”, de Jill Lerope.

3. “Growth: From Microorganisms to Megacities”, de Vaclav Smil

4. “Prepared: What Kids Need for a Fulfilled Life”, de Diane Tavenner

5. “Why We Sleep: Unlocking the Power of Sleep and Dreams”, de Matthew Walker

Entretanto seria muito mais claro abordar pelo aspecto pragmático financeiro. Devido o pragmatismo do resultado numérico. E é claro, ele libera bem mais cognições emocionais. De fato, o que eu queria abordar com vocês é um fato concreto de que as carreiras com maior poder de impacto no mundo são construídas por pessoas que lêem muito, ou têm grande quantidade de informação de qualidade. Detalhe, não é informação em quantidade, nem tão pouco somente de qualidade, mas a União de ambos.

Existem muitos podcasts, canais no YouTube, livros e cursos, mas de fato muito entretenimento com pouco conteúdo. Um dos bens mais preciosos é o tempo e tempo perdido não pode ser devolvido com dinheiro. Conseguimos ganhar mais dinheiro, porém não conseguimos ganhar mais tempo, só poupa-lo.

Por falar nisso, ouça nosso podcast.

Na série The Code Bill Gates, da NetFlix, notamos que ele lê na ida ao trabalho, em momentos reservados para relaxar e no que ele chama de Week Thinking, que é uma semana inteira de isolamento externo gasta somente para adquirir e decodificar conhecimento.

Isso significa também que Gates é extremamente ordeiro com suas metas. Fora isso, a leitura focada também funciona como meditação. A Universidade de Jerusalém tem inúmeros estudos sobre atenção e pensar, dentre eles está o fato de que se alguém lê no papel o número de distrações é infinitamente menor. O celular e eletrônicos despertam muita ansiedade e não permite focar no momento.

Separar um tempo para adquirir um conhecimento sem contra argumenta-lo é como fluir em um rio de mão única.

Quando lancei meu livro “O design da criatividade objetiva” minha meta era gastar tudo o que tinha aprendido lendo ou assistindo conhecimento. Foram menos de 60 dias entre ter a ideia, escrever e publicar o livro. Isso só acontece com foco e neste meio tempo li dois livros. Não deixei de cuidar dos filhos, nem do trabalho e nem da esposa. Acredito que o conhecimento tenha sido a chave para impulsionar Gates. Mas o foco também foi de grande ajuda.

Convido você para assistir essa serie e tirar suas próprias conclusões.

Junte-se a 277 outros assinantes

Thiago Carneiro Benlev

LINKEDIN https://www.linkedin.com/in/thiagobenlev/ INSTAGRAM https://www.instagram.com/thiago.benlev/ PORTFÓLIO https://thiagobenlev.com/Porfolio/ PODCAST COMPLETO https://thiagobenlev.com/podcast BEHANCE https://www.behance.net/thiagobenl564b YOUTUBE https://www.youtube.com/channel/UC6I43kUHU9Oid8T56RQoN7A