Inovação, cultura das empresas e o fim do freelancer no Brasil

Marketing Emocional: Primeira temporada Episódio 5

Quem ainda não conferiu a série sobre Marketing Emocional pode aproveitar este final de semana e maratonar todo o assunto no meu canal. Já informando que a série tem 7 episódios e o episódio de número 6 vai ao ar neste domingo. Já o Episódio 7 vai ao ar neste sábado as 16:30.

Veja o Episódio no final do post

Junte-se a 291 outros assinantes

Falamos sobre muitos assuntos neste vídeo e decidimos escrever mais aqui. Vamos trocar uma ideia, leia, assista e comente.

CULTURA DA EMPRESA O FIM DA INOVAÇÃO: A cultura da empresa é um dos ativos mais fortes dos tempos atuais das marcas grandes e sérias. E neste vídeo vamos abordar as dificuldades, os erros e acertos em equilibrar a cultura com inovação e marketing emocional, que é o tema central desta temporada da série. As empresas muito voltadas para a cultura tendem a não abrirem-se para o novo. A cultura deixa tudo mais confortável para colaboradores e executivos. Entretanto esse conforte também colabora com a estagnação. E um ambiente estagnado não há espaço para a inovação. Outro fator interessante é que falamos no vídeo sobre a homogeneidade de pensamento, gostamos de estar com pessoas agradáveis e não necessariamente técnicas. Gostamos de gastar tempo conversando sobre família, viagens e etc, mas não gostamos de pessoas 100% focadas no trabalho e resultados. Quem tem sentimento de dono, precisa ser produtivo e acredita que há momento para tudo, mas isso não é comum nas grandes corporações. É preciso haver um equilíbrio, entretanto não é preciso fazer uma escolha por um perfil ou outro. É para isso que as consultorias abrem uma especialidade que pode faltar em alguma determinada empresa. Empresas de cultura podem não reter talentos de perfis especialistas e hoje vamos falar um pouco sobre esse assunto.

TIMES MULTIDISCIPLINARES SÃO IMPORTANTÍSSIMOS PARA AS EMPRESAS. O FIM DO FREELANCER NO BRASIL: Bem, decidimos escrever mais, pois poucas pessoas entendem as diferenças entre uma agência de consultoria, um freelancer e uma agência no modelo tradicional. A antiga agência de publicidade e Design funcionava da seguinte forma. O dono contratava os funcionários e eles recebiam salários baixos enquanto a empresa cobrava absurdos para que os funcionários trabalhassem muito e a insatisfação era gigantesca. A agência de consultoria ela atrai profissionais para serem agenciados como autônomos. Eles são donos do próprio negócio e do contrato com a agência. Ele é um ativo precioso e ele tem contato direto com seu próprio cliente. Fora isso, ainda existem as franquias. Você pode comprar, por exemplo uma franquia da Benlev Comunicação e a franquia garante anúncios para atrair clientes para você, sua região e demais regiões do Brasil que precisem do seu trabalho. O preço de uma agência de consultoria é quase o mesmo de um freelancer e a vantagem é que o cliente vai pagar o equivalente a um trabalho e ganha muitos outros como jornalista, conferente de texto, designer gráfico, especialista em marketing digital e web designer. Se a pessoa contratar somente um Designer, ou um web designer ela não tem mais nenhum outro serviço. A não ser que pague a um outro profissional indicado por aquele freelancer. Por essa razão a agência de consultoria leva vantagens. Então é por isso que a carreira de freelancer vai acabar no Brasil.

Comenta aqui em baixo sobre:
– O que é Esquizofrenia de marca
– Problemas emocionais do Freelancer
– O que é Agência de consultoria de Marketing Digital

Thiago Carneiro Benlev

LINKEDIN https://www.linkedin.com/in/thiagobenlev/ INSTAGRAM https://www.instagram.com/thiago.benlev/ PORTFÓLIO https://thiagobenlev.com/Porfolio/ PODCAST COMPLETO https://thiagobenlev.com/podcast BEHANCE https://www.behance.net/thiagobenl564b YOUTUBE https://www.youtube.com/channel/UC6I43kUHU9Oid8T56RQoN7A